Página Inicial

Festival divulga programação de abertura.

O Festival Nacional de Arte e Poesia – FENAPO divulgou a sua programação de abertura na página oficial do evento no facebook.

Apresentação da Banda Azoo e do Lançamento do primeiro romance da escritora osasquense Elaine Agustini, além de poesia encenada e declamações concorrentes, a programação terá microfone aberto para o público presente.

Anúncios

FENAPO lança “Conflitos de uma mulher xyz”.

O romance Conflitos de uma mulher xyz – sob a visão de um terapeuta – da escritora e poeta Elaine Agustini, será lançado na abertura do Festival Nacional de Arte e Poesia, no dia 27 de Outubro, às 18h30 no Teatro Arca de Noé. A entrada é gratuita.

A escritora, poeta e professora Osasquense, Elaine  Agustine, lança no Festival Nacional de Arte e Poesia – FENAPO, seu primeiro romance pela editora futurama.

Elaine Agustine em 2017 já participou de duas antologias poéticas, saindo a terceira uma antologia de contos um periódico, mantém uma página cultural e está presente nas mídias sociais, publicando arte e literatura.

Em julho deste 2017 lançou seu livro solo e primeiro romance “Conflitos de uma mulher x y z” resultado de suas pesquisas e militância em defesa dos direitos da mulher.

O Livro também foi lançado na Feira Literária Internacional de Paraty – Flip 2017 em no estado do Rio de Janeiro e depois na galeria Olido em São Paulo.

Em Osasco a escritora participa de diversos Saraus. Elaine que também é professora, considera-se um ermitão e um camaleão e é uma amante da arte e da natureza. Poeta, e antes de tudo, uma osasquense confessa, Agustini vai lançar seu livro na abertura do Festival Nacional de Arte e Poesia – FENAPO, no dia 27 de Outubro, a partir das 18h30 minutos no Teatro Arca de Noé. “Eu amo escrever, e até por conta disso, participo de  muitos Saraus, para mostrar minhas produções. Já escrevi muitas poesias e contos, como quase todo artista, tive muitas fases.  Hoje estou apaixonada pela vida. Agora tenho vontade de dividir a alegria”.

Serviço: Noite de autográfos e lançamento do Livro Conflitos de uma mulher xyz – sob a visão de um terapeuta | 27 / 10 /2017 | 18h30 | Grátis | Escritora: Elaine Agustini | Teatro Arca de Noé | Avenida Visconde de Nova Granada, 513 | KM 18 | Osasco.

 

FENAPO 2017 terá Intervenção poética com Luiza Romão e Daniel Minchoni.

Criada especialmente para a festa de encerramento da FENAPO, essa intervenção contará com dois poetas expoentes de São Paulo: Luiza Romão e Daniel Minchoni.

Num clima intimista, os artistas contarão um pouco da sua experiência com os saraus e slams, e declamarão poemas autorais. Ao final, o público poderá fazer perguntas e entrar em contato com os livros e publicações dos autores.

Luiza Romão é poeta, atriz e slamer. Formou-se em Artes Cênicas pela Universidade de São Paulo (ECA/USP), em 2013, e atualmente cursa o último ano da Escola de Arte Dramática (EAD/USP). Em 2014, publicou o livro Coquetel Motolove e esse ano Sangria (um projeto multilinguagens). Além disso participou de diversas coletâneas (digitais e impressas) sobre literatura periférica e de múltiplos eventos nacionais e internacionais com seu trabalho. No teatro, integrou como atriz e/ou diretora os coletivos: Cia Ato Reverso, Núcleo Bartolomeu de Depoimentos, Literatura Ostentação, Teatro Documentário e Turma 66. Além disso, pesquisa e produz videopoemas performáticos, incluindo as web series Revide e Sangria.

Daniel Minchoni_ foto de RENATO NASCIMENTO

Daniel Minchoni é sola no graffiti, na poesia esporte clube, no jovens escribas, maus costumes no rn e sarau do burro, burruído, selo do burro, nolombo e nolombinho, cabaret revoltaire, menor slam do mundo, rachão poético, slam do corpo e phala’cia, núcleo permanente de pesquisa em performance e fala poética, em sp. seus livros de cabeceira são escolha o título (2006), iapois poisia (2013), ouvivendo (2013), carnevais (2013), nos be gods de olavo (virtual – 2014), ex-porro, poema sugo (2014) e rosário de boatos ou trancelim de outros (2016). encabeça também as antologias doburro e do menor slam do mundo.

Parceria SESC Osasco e Coletivo Rabo de Kalango, organizador do Festival Nacional de Arte e Poesia.

Encerramento FENAPO 2017- Você em Cena | 29 de outubro de 2017 às 16h Teatro Arca de Noé | Avenida Visconde de Nova Granada, 513 | Km 18, Osasco – SP | entrada Franca

Coletivo Rabo de Kalango realiza o Festival Nacional de Arte e Poesia.

O Festival Nacional de Arte e Poesia – FENAPO é um grande encontro de artes, que se inter-relacionam através da poesia. As inscrições para o FENAPO vão até o dia 30 de Setembro, no site culturaoz.wordpress.com. O evento acontece nos dias 27, 28 e 29 de Outubro no Teatro Arca de Noé, com entrada franca.

Calendário oficial de cultura na cidade, realizado pelo Coletivo Cultural Rabo de Kalango desde o ano 2000, o mais tradicional Festival de Artes da Grande São Paulo e que tornou-se referência entre os eventos deste porte, tem o apoio da Secretaria de Cultura da Cidade. “Nós vamos movimentar ainda mais a literatura na cidade e o FENAPO, que já é realizado há 17 anos é uma das grandes expressões desse seguimento” Afirma o Secretário de Cultura Gustavo Anitelli.

O FENAPO 2017 será realizado nos dias 27, 28 e 29 de Outubro no Teatro Arca de Noé (Avenida visconde de Nova Granada, 513 – KM 18) Sexta e Sábado às 19h e no domingo, a partir das 16h, sempre com entrada gratuita.

Para os interessados em participar, as inscrições devem ser feitas através do site http://www.culturaoz.wordpress.com até o dia 30 de Setembro.

Outra parceria importante firmada para o Festival neste ano, foi com o SESC que apresentará uma atração artística especial no ultimo dia do evento antes da premiação.

O Festival tem como finalidade juntar poetas, produtores de vídeos, fotógrafos, declamadores, atores e todos os amantes das artes, por meio da poesia. Reunindo as linguagens de Teatro, Cinema, Fotografia, Poesia Escrita e Declamação, o Festival é um Grande Mix de Artes que tem na poesia o foco para os processos criativos.

O evento conta com participações de artistas de diversos estados do Brasil em todas as cinco categorias em que é dividido. (Poesia Encenada, Declamada, Escrita, Foto e Vídeo-Poesia)

Estimula além da leitura, a criação artística e o intercâmbio entre as diversas linguagens. Durante as suas edições, o Festival revelou para a cena artística diversos valores e talentos, que hoje estão em cena em todo país, seja por meio do teatro, da fotografia, do vídeo ou da poesia.

Mais sobre o FENAPO Desde a sua criação já proporcionou entre outras coisas, oficinas de criação literária, de cinema e de circo, todas de forma gratuita, contribuindo com o saber intelectual, estético e artístico dos participantes e do público.

Em décadas passadas, a cidade de Osasco foi berço de grandes artistas e literários que se destacaram por suas obras e publicações de livros de diversos gêneros. Porém, o Coletivo Cultural “Rabo de Kalango” observou que a cidade já não revelava mais tantos talentos e que essa cultura estava se perdendo pelas dificuldades que estes artistas encontravam para expor os seus trabalhos, seja por falta de apoio privado ou pela ausência de políticas públicas culturais que os fomentassem. Também acompanhamos a falta de iniciativas aplicadas à produção literária em suas diversas nuances.

“O FENAPO foi idealizado com a missão de resgatar a alegria e o interesse das pessoas pela produção literária, pela leitura de livros, poesias e de outros gêneros literários e também, para os participantes possam ter voz, vez e espaços alternativos que permitam expor sua arte e realizar um intercâmbio artístico cultural, com diversos gêneros e gerações, através da poesia”. – Conta o Coordenador e Curador Eliabe Vicente.

O Festival Nacional de Arte e Poesia têm como principal objetivo propagar e difundir linguagens artísticas por meio da poesia. A inter-relação das artes utilizando-se da poesia escrita como referência para outras criações artísticas é marca registrada do festival.

BOGNAR VAI COMENTAR O 7 DE SETEMBRO PELA TV CÂMARA

O ex-vereador e coordenador do Programa “Nossa História” Bognar, vai comentar o desfile do Sete de Setembro pela TV Câmara. O reforço no time da transmissão foi comemorado por toda equipe.

Acostumada a fazer a transmissão Ao Vivo do principal desfile cívico da região, a TV Câmara Osasco inova e desta vez, traz para a compor a equipe no dia sete de Setembro o ex-vereador e coordenador do Programa Nossa História, Sebastião Bognar.

Bognar que já foi vereador por quatro mandatos, Secretário do Meio Ambiente e Cultura, Deputado Estadual é um grande entusiasta da preservação e ampliação da história da cidade de Osasco.

Atualmente ele coordena o Programa Nossa História, uma iniciativa do prefeito Rogério Lins para manter e ampliar o registro Histórico da Cidade. Bognar aceitou o convite da TV Câmara com muito entusiasmo e disse está honrado com o convite. “Me sinto muito honrado com o convite, vou ser um soldado pronto pra servir nesse time maravilhoso que é a equipe da TV Câmara”.

Para a equipe da TV foi uma aquisição de peso, pois Bognar conhece a história da cidade com muita propriedade.

A transmissão do Desfile Cívico da cidade vai ao ar a partir das 09h da manhã no canal 07 da NET e 03 da CABONNET.

Aguinaldo Silva e Viviane Araujo bate-papo com atores em Osasco.

No último Sábado, 02 de Setembro, alunos do curso de atuação Aguinaldo Silva, conversaram com Viviane Araújo e Aguinaldo Silva. O Bate-papo foi realizado no Teatro Arca de Noé.

O encontro foi exclusivo para os alunos do curso livre de atuação, da Escola de Atuação e Roteiro Aguinaldo Silva, que possui apenas três turmas no Brasil, uma no Rio de Janeiro, outra em São Paulo – capital e a terceira em Osasco, realizado no Teatro Arca de Noé.

A Dançarina  e atriz Viviane Araújo que está na peça “Lili Carabina”, escrito por Aguinaldo Silva, respondeu a todas as perguntas dos estudantes, como curiosidades da carreira, dicas para decorar texto, nervosismo, estreia, entre outros temas relacionados a vida do autor.

Já Aguinaldo, conversou sobre sua carreira de escritor e dramaturgo, como é a vida de escritor, como é escrever uma novela e adiantou que sua próxima novela vai trazer de volta o tema mais rural e vai ser rodada em uma cidade do interior de são Paulo. sobre a temática ele não quis adiantar muito. “Ainda é muito cedo, tem duas novelas ainda na frente, depois vem a minha”. Por outro lado, Aguinaldo Silva confirmou que a atriz vai está em sua próxima novela. “Eu sempre falo que vai ser a minha ultima novela e sempre acabo escrevendo outras, mas com certeza Vivi vai está nas próximas dez novelas que eu escrever”

Vivi, agradeceu e disse está feliz com o carinho, respeito e agora, com um pouco de amizade que construiu com o Dramaturgo. A atriz ainda convidou o público para assistir seu espetáculo, todas as sextas, sábado e domingos no teatro Jaraguá.

SERVIÇO | INGRESSOS: Sextas e Domingos: R$ 70,00 inteira /R$ 35,00 Meia Sábados: R$ 80,00 inteira / R$ 40,00 Meia | HORÁRIOS: SEXTAS – 21h30 | SÁBADOS – 21h00 e DOMINGOS – 19h00  | TEMPORADA: 11.08.2017 À 26.11.17 | TEATRO HOTEL JARAGUÁ – SP |  Classificação: 14 anos | Informações: (11) 3255.4380

Comédia Acima da Média

Nesta quinta-feira, 27 de julho, às 20h30 o Comédia Acima da Média se apresenta no Centro. Os ingressos custam R$ 15 no local e R$ 10 antecipado.

Para quem gosta de se divertir rindo, uma das opções é curtir nesta quinta-feira, 27 de julho, às 20h30 o Comédia Acima da Média, que se apresenta no Centro da cidade. Os ingressos custam R$ 15 no local e R$ 10 antecipado.

O Comédia Acima da Média formado por comediantes do estilo Stand Up Comedy mostram seus talentos no palco do espaço Nóz de Óz que fica na Rua Tenente Avelar Pires de Azevedo, 331.

Os meninos do Comédia Acima da Média querem produzir um alto grau de risada na plateia osasquense, com suas habilidades cômicas.

 

“OZ Brass – Metais e Percussão” representará Osasco em Festival de Dourados

 

A orquestra osasquense é composta por 20 profissionais de destaque no meio musical paulista.

Inspirado nas “Brass Bands” inglesas, o Oz Brass – Metais e Percussão é formado por profissionais de destaque no meio musical paulista. A orquestra nasceu em Osasco e seu repertório abrange músicas eruditas e populares.

Os arranjos em sua maioria são confeccionados especialmente para o grupo. Aqui entra a grande capacidade dos integrantes de conferir personalidade a cada peça, e onde toda a sua base histórica e técnica são colocadas à prova.

Além de arranjos e adaptações, o grupo teve sua primeira première, a peça “Orquídea” para Saxofone Tenor e Grupo de Metais do compositor Celso Marques, renomado saxofonista, flautista, professor e compositor paulista.

A orquestra “Oz Brass – Metais e Percussão” representará Osasco no Festival Douradense de Música (FESDOM) 2017, realizado pela Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD-MS).

O evento, que acontecerá durante todos os finais de semana até o dia 12 de agosto, é uma excelente oportunidade para o público conhecer artistas do cenário nacional e internacional, bem como um mix de apresentações culturais.

A orquestra Oz Brass, além da apresentação de concerto no dia 29/7, às 20h, no Teatro Municipal de Dourados, no Mato Grosso do Sul, participará durante este final de semana de uma série de workshops voltados para a carreira de músico e formação musical, sobre instrumentos de sopro, percussão, regência, improvisação, educação musical, entre outros.

O grupo tem se apresentado regularmente em diversas cidades da Grande São Paulo, entre eles figuram os mais importantes eventos culturais da região, como o I Osasco Cultural; I Semana de Sopros do Conservatório Villa-Lobos; Segundas de Gala do Teatro Municipal de Barueri (TMB), a série de concertos IASAP, em Santana de Parnaíba, e outros espetáculos.

A Banda é composta por Abdnadld Santiago (regente titular), Ericco Vinicius (regente adjunto), Wellington dos Santos (Trompete Piccollo – spalla), David Barbosa e Felipe Andrews (Trompete principal), André Lagoin, Erick Albert e Maurício Venâncio (Trompete), Alessandro Ribeiro (Flugelhorn principal), Márcio Gomes (Flugelhorn), Douglas Paulo da Silva Filho (Euphonium), Marcelo Boim (Trombone principal), Francys Silva (Trombone assistente), Estif Chumpitaz (Trombone), Rafael Brás (Trombone baixo), Diego Lira (Tuba), Wagner Gusmão (Tímpanos), Ulises Cárdebas (Bateria assistente), Gleyvson Eduardo (Bateria) e Bruno Januário (Percurssão).

 

Arteiros realizam segunda edição da feira de artesanato.

Foto: Eliabe Vicente

A Feira dos Arteiros, realizada na tradicional Praça do Samba, no km18 em Osasco, acontece no próximo dia 15 de Julho, das 9h às 17h. Essa é a segunda edição do evento.

No próximo sábado, dia 15 de Julho na tradicionalíssima Praça do Samba, no KM 18 na zona sul de Osasco, acontece a segunda edição da Feira dos Arteiros.  O evento que é uma junção de coletivos de artistas que tem no artesanato sua maior inspiração, obra e sustento. Idealizada a partir das necessidades dos coletivos de artesãos de Osasco, a Feira dos Arteiros objetiva ser um espaço destinado à cultura desenvolvida pelos artistas osasquenses nas mais diversas áreas.

Segundo os organizadores, os moradores do local procurou a secretaria de cultura da cidade para providenciar mais edições. “A arte, os artistas e os artesãos estão unidos em um movimento de cultura livre, ação comunitária, veganismo, música, entretenimento e produtos de qualidade para os osasquenses” Afirma Rodrigo Marques, um dos expositores. Rodrigo ainda lembrou que a praça, apesar de ser conhecida como Praça do Samba, já foi muito freqüentada por roqueiros também, que circulavam nos bares dos arredores da praça. “A praça é do Samba, mas Abriga todos os ritmos”. É com esse olhar plural que os coletivo  Flor de Jambo, Coletivas, Artesãos de Ós, Tendarte, Economia Solidária, AtoSol e MDF, pretendem recepcionar e atender os visitantes das feiras.

Guinha Conserva, representante dos Artesões no Conselho Municipal de Cultura avaliou como positiva a realização da primeira edição do evento e espera que com essa segunda edição, se confirme o programa de feiras de artes na cidade expandindo-se também para a região norte da cidade. Estamos estudando para que em breve a zona norte possa também receber uma eira como essa”.

Sem dúvidas, a Feira é um programa para toda a família e a entrada é gratuita.

Serviço: Praça Do Samba | Rua Alexandre Baptistone, km 18 | Osasco | Sábado, 15 | Das 9h às 17h.

Conheça os Vencedores do XVI Festival Curtas de Teatro

Bianca Zogno

O tradicional Festival de Curtas de Teatro – FECT aconteceu de  26 de Junho até dia 1 de Julho no Teatro Municipal Glória Giglio.

A XVI Edição do Festival Curtas de Teatro – FECT anunciou os vencedores do evento. O Tradicional Festival que estimula a atuação de grandes e de pequenos grupos de teatro amador, possibilita também além das apresentações abertas ao público, o intercâmbio.

O festival premiou o melhor cenário, melhor direção, melhor atriz e ator, melhor atriz e ator coadjuvante, dentre outras. As três melhores peças recebem premiação em dinheiro.

Os jurados, o diretor teatral Rubens Pignatari,  um dos fundadores do Núcleo Expressão, movimento cultural de Osasco nos anos 60, Eder dos Anjos,  ator e ativista cultural em Jandira e Marcelo de Andrade, diretor de teatro em São Paulo, escolheram os vencedores do Festival, que foram premiados no sábado, dia 1º de Julho.

A premiação realizada na Escola de Artes César Antônio Salvi, contou com a presença do secretário de Cultura, Gustavo Anitelli e o professor Genivaldo de José foi o mestre de cerimonia.

O premio de melhor espetáculo ficou assim classificado: Primeiro Lugar  para “La Fueza de La Superacion”. O Segundo para “Contos de Aurora” a terceira colocação ficou com “Trapos do outro lado da saudade”

Além dos espetáculos, houve premiação também para os quesitos técnicos e o melhor Cenário foi para Josimar Miranda, de “Operação Kamikaze”. Quem levou o premio de maquiagem foi “Trapos do outro lado da saudade” assinada por Renato Reis e na Sonoplastia o premiou ficou com “La Fuerza de La Superacion” uma construção  coletiva do Grupo.

Na operação de luz o premio foi para Newton Véio do espetáculo “Liberdade?” enquanto o destaque nas premiações foi para o autor do Melhor Texto, Cláudio Ordônio, de “Operação Kamikaze”, que também, no palco, levou o premio de Melhor Ator Coadjuvante

Quem também se destacou no tablado foi a escolhida para melhor Atriz Coadjuvante Bianca Zogno da peça “Trapos do outro lado da saudade”. No destaque masculino, o Melhor ator foi para Vinícius Alexandre, enaquanto Jakeline Pimenta faturou o premio de Melhor Atriz.

Quem se deu bem na direção e levou para cada o premio de Melhor Direção foi Mateus Faconti, de “La Fuerza de La Superacion”.

A comissão ainda decidiu premiar com o Prêmio Especial do Júri, chamado também de Prêmio para o Estímulo, o Grupo Preconceito.