Página Inicial

A primeira Edição da ‘Feira da Santa’ deve ocupar os domingos da Praça Padroeira do Brasil no centro.

A praça Padroeira do Brasil, no centro de Osasco, famosa na cidade primeiro pela ocupação dos skatistas na parte de cima e depois pela utilização freqüente do público GLBTT na parte de baixo, agora será novamente ocupada aos domingos com muita arte. É o que pretende os idealizadores da ‘Feira da Santa’.

A primeira Edição da Feira da Santa acontece no próximo domingo, 11, véspera do dia dos namorados, das 11h até às18h. O Evento contará ainda com a presença de DJ´s, shows com bandas e apresentação de dança. “A gente espera fazer do local um grande pólo e ocupar a praça”

Edu, mas conhecido como Edu Trechos é o idealizador e um dos responsáveis pela ideia da feira. “A feira da santa é uma iniciativa minha em pareceria com a Alessandra Mansanno, Thiago Gallindo e Luan Negreiros”, afirma o produtor Osasquense.

Segundo Edu, o diferencial da feira é que ela é independente e privilegia a arte autoral. “A gente espera que tenha um número maior desses artesões e artistas. É uma feira que pode ser considerada como alternativa e espontânea. É uma livre associação”.

Edu trechos contou ainda que o projeto pretende ocupar as duas partes da praça, a de cima e a de baixo e aproveitou para falar do lançamento de sua mais nova produtora cultural, a Trechos Produções . “A gente tá fazendo uma feirinha de artesanatos, artes, roupas customizadas,  antiquários, bugigangas, sebo, coisinhas fofas, tempero e muito mais”

A ideia do produtor e ativista cultural é ocupar o espaço da praça, que é central e carregada de valores culturais que são representativos para a cidade. “A gente está fazendo uma feira com intuito de fomentar o comercio local, o turismo e o passeio na região da Praça da Padroeira, além de valorizar os artistas da nossa cidade, dando um jeito de não deixar a roda parar”.

A feira aparece como uma excelente opção para os namorados e namoradas que ainda não compraram seus presentes, ou ainda para quem pretende passar um domingo diferente, divertido e cheio de opções artísticas.

Serviços: Feira da Santa | Domingo, 11 | Das 11h às 18h | Grátis | Preça Padroeira do Brasil | Centro

A praça Padroeira do Brasil que já foi palco dos ‘Esqueitistas’ na parte de cima e na parte de baixo foi ocupada durante um bom tempo pela galera GLBTT, agora será presenteada com a ‘Feira da Santa’ a partir do domingo, 11 de Junho.

Fotos: Bruno Leal, Márcio Meiado, Jefferson Lenoce e internet.

Praça do Samba recebe feira coletiva de artesões de Osasco.

A Feira dos Arteiros, que acontece no próximo sábado, 10 é uma junção de coletivos de artistas que tem no artesanato sua maior inspiração, obra e sustento.

No próximo sábado, dia 10, uma junção de coletivos de artesões realizam a primeira edição da Feira dos Arteiros. O evento que promete movimentar a tradicional Praça do Samba, no Km 18, zona sul da cidade, vai acontecer das 9h às 18h.

Oportunidade para quem ainda não comprou o presente do dia dos namorados ser criativo e original e valorizar o artesanato da região, ou experimentar as delicias de comidinhas e pratos veganos que estarão disponíveis para venda.

Um programa para toda a família, para ir com os amigos e namorado ou namorada.

Serviço:

Praça Do Samba | Rua Alexandre Baptistone, km 18 | Osasco | Sábado, 10 | Das 9h às 18h.

‘Os Profanos’ fazem temporada em São Paulo.

Cia de Carapicuíba sobe aos palcos de São Paulo. As apresentações serão nos dias 10, 17 e 24 de Junho, às 21hs, no Teatro Amadododito em Perdizes. Os ingressos custam R$ 40 inteira e R$ 20 meia.

Com texto e direção de Pedro Fagundez, trilha sonora original executada ao vivo e atores  de São Paulo e da Cidade de Carapicuíba, a Cia de Teatro ‘Os Profanos’, ganham os palcos da cidade de São Paulo em curta temporada com o espetáculo “Nossa História”. As apresentações acontecerão nos dias 10, 17 e 24 de Junho, às 21hs, no Teatro Amadododito, localizado na Rua Aimberé, 236 em Perdizes, na zona oeste de São Paulo.  A censura é de 16 anos.

Com um enredo forte e atual a “Nossa História” apresenta de um lado, Ana, uma jovem de 15 anos, que sofre abuso sexual pelo seu tio. Para evitar ficar mal falada na cidade, a garota aceita se casar com seu melhor amigo, por quem acaba se apaixonando.

Do outro lado, Caio um jovem revolucionário e que luta pelos seus direitos, durante a guerra e contra o regime que assola seu país.  Ele descobre uma paixão pelo seu melhor amigo e passa a ser perseguido por sua homossexualidade.

Carlos é um senhor de 50 anos, que passa os dias mentindo para sua esposa, que é portadora da doença de Alzheimer. A mentira é para evitar que Ana sofra mais, principalmente quando o seu filho Caio é morto pelas mãos de homofóbicos.

Para encenar o texto de Fagundez, a trupe conta com uma galera super talentosa e empolgada. Confira a ficha técnica.

Elenco: Amanda Rocha , Hiago Christe, Izildo Galindo, Junior Paladino, Lais Flinco, Lais Souza, Maicke Ferreira, Reinaldo Silva, Talles Paz e Viviane Borges | Banda:  Cauê Valverde, Gleidson Felipe Dias, Isabel Nojosa, Juliana Cassia | Produção executiva Edina Raquel e Mayara Rosa | Coreógrafo e assistente de direção Maicke Ferreira | Compositor Leonardo Siog | Técnico de som e luz Leonardo Ferreira |Preparador corporal Tarcísio Cunha |Preparador vocal Augusto Lunetta | Contrarregragem Agnes Sabrine e Angelo José

 

Cia de Teatro de Osasco ganha os palcos do norte do Brasil.

Dirigida pelo ator e diretor Adriano Veríssimo a trupe Osasquense Metrópole faz Circuito Cultural no Pará com o espetáculo Planeta Água.

 

A Cia Metrópole de Teatro & Filmes, formada por atores da cidade de Osasco, participa com o espetáculo Planeta Água do Circuito Cultural da MRN no Pará. Ao todo serão 26 apresentações pelo mês de maio e junho através do Grupo Komedi pelas cidades de Faro, Terra Santa, Oriximiná e Óbidos.

 

O espetáculo Planeta Água em cena já tem uma longa trajetória pelo Brasil: são sete anos de existência, atingindo mais de 100 mil expectadores,  principalmente crianças de escolas publicas do Brasil todo, através da Lei Rouanet de Incentivo a Cultura do Ministério Cultura, o MinC.

 

O espetáculo aborda a importância da agua, a sujeira pelos rios, a importância da preservação a natureza, o respeito pelo meio ambiente, lendas folclóricas brasileiras sobre água, tudo isso através de um Pinguinhizinho questionador que houve atentamente as historias e explicações de seu avô: Vovô Pingão.

 

De forma lúdica, simples, colorida, musical e divertida são 50 minutos prendendo a atenção do publico que se diverte com os quatro personagens do espetáculo que tem a direção e roteiro de Adriano Veríssimo, através da ideia original de Sergio Vale. No elenco: Clara Nascimento, Marcio Delucca, Nicolas Raffel e Sabrina Poyares. Produção: Poliana Mendes.

A Cia Metrópole de Teatro & Filmes sediada em Osasco foi fundada em 2009 com seu primeiro espetáculo adulto “Os Narcinteputos” texto e direção de Adriano Veríssimo. Ainda em 2009, a Cia começa suas pesquisas nas linguagens infantil e infanto-juvenil junto a Editora Komedi com roteirização e dramatização de seu acervo foi possível a montagem e circulação de 8 (oito) espetáculos com temas relevantes, como: Economia de água e energia, bullying, alimentação saudável, preservação da fauna e flora brasileira, entre outros. Desde 2010, a Cia realizou mais de 3000 apresentações, normalmente gratuitas, para crianças e adolescentes em São Paulo, Grande São Paulo e regiões carentes de todo Brasil. Em 2012 a Cia retoma a linguagem adulta com a intervenção “Conte-me sua Historia e Veja como ficou” em parceria com a SOCICAM. Em 2013 estreou o espetáculo “ESTAPAFURDIA”.

A Cia Metrópole empenha-se neste momento em solidificar sua identidade artística embasada nas questões ligadas a cidade e suas problemáticas, tanto na esfera infantil por meio da conscientização como para o publico adulto através de ações diretas geradoras de reflexão.

Desta vez, será o público do norte do Brasil que se encantará com as apresentações e reflexões propostas pela Cia.

Projeto Guri amplia intercâmbio musical no exterior.

Projeto Guri amplia vagas para o MOVE, intercâmbio musical na Noruega, no Malawi – e agora também em Moçambique

De 15 a 25 de maio, alunos, ex-alunos, educadores e supervisores concorrem a seis vagas

Em 2017, o intercâmbio MOVE vai crescer. Promovido no Brasil pela Amigos do Guri – organização social que faz a gestão do Projeto Guri no interior e litoral do estado de São Paulo – o programa de bolsas de estudos passa agora a contemplar três países: além da Noruega e do Malawi, que já recebiam os brasileiros, Moçambique entra no roteiro. As vagas também aumentaram: os selecionados, que eram quatro, serão seis; com dois enviados para cada localidade.

As inscrições para essa nova etapa do programa ocorrem entre 15 e 25 de maio. Candidatos devem ser alunos, ex-alunos, educadores ou supervisores educacionais do Projeto Guri, com idades entre 18 e 25 anos. Aqueles que forem escolhidos terão a oportunidade de trabalhar como voluntários em projetos musicais, sociais e culturais, como workshops, festivais, competições e capacitações nesses países. Mais uma novidade da atual edição é o tempo de estadia, que foi estendido de seis para dez meses, ampliando assim o período de vivência e aprendizagem desses jovens no exterior.

Para concorrer às vagas, os candidatos devem comprovar sua participação/atuação no Projeto Guri por pelo menos 18 meses. A seleção terá duas etapas: na primeira, os interessados devem fazer sua inscrição online. Após uma pré-seleção da comissão julgadora, 14 semifinalistas serão chamados para uma etapa presencial (os selecionados receberão uma convocação no dia 26 de junho. A divulgação ocorrerá também no site e redes sociais do Projeto Guri).

Na sede do Guri, nos dias 30 e 31, eles serão submetidos a uma entrevista e testes, nos quais serão avaliados, segundo os seguintes critérios: responsabilidade, habilidade musical, comunicação e atributos pessoais. No dia 1º de junho, serão anunciados os seis escolhidos que embarcarão em agosto para o intercâmbio de 10 meses.

Inscrições: os interessados devem preencher um formulário, disponível no site do Guri (www.projetoguri.org.br), e enviar o documento por email para move.intercambio@projetoguri.org.br. O regulamento e a lista com documentos e materiais necessários para inscrição também estão disponíveis no site.

Musicians and Organizers Volunteer Exchange (MOVE) é um programa de intercâmbio criado pela JM Norway, membro da JMI – Jeunesses Musicales International (associação sediada na Bélgica que reúne diversas organizações musicais em cerca de 70 países), em parceria com a instituição musical Music Crossroads, do Malawi e de Moçambique. Seu objetivo é o desenvolvimento da prática musical internacional.

Oito jovens brasileiros já participaram do intercâmbio entre essas instituições. Jassá Aquino e Aydan Schmidt visitaram a Noruega no primeiro semestre de 2016, período em que os colegas Eduardo Scaramuzza e Ananda Miranda estiveram no Malawi. Em 2017, a Noruega recebe Guilherme dos Santos e Thales Simões Martins; no Malawi estão Elias de Oliveira Junior e Vitor Lyra Biagioni. Os bolsistas partiram em janeiro e retornam para o Brasil em julho.

Membro da JMI desde 2012, a Amigos do Guri também já recebeu os intercambistas do MOVE. Na primeira edição do intercâmbio, em 2016, a Regional São Carlos, no interior do estado, acolheu dois jovens músicos noruegueses (Ellen-Martine e Nikolai Gmachl-Pammer) e dois moçambicanos (Lalah Mahigo e Vando Infante). Atualmente, estão no país os noruegueses Sandra Skroedal e Ole Berget, e os moçambicanos Engristia Irina e Tiger Massuco.

Ananda Miranda, intercambista do Guri no Malawi

Projeto Guri http://www.projetoguri.org.br

Patrocinadores e apoiadores do Projeto Guri – Amigos do Guri: Instituto CCR por meio da CCR AutoBAn e CCR SPVias, SABESP, SKY, CTG, SEM, Microsoft, Usina Colorado,  Caterpillar, Supermercados Tauste, Capuani, Grupo BB e Mapfre, Pinheiro Neto,  WestRock, VALGROUP, Banco Votorantim, Mercedes Benz, Catho, Hasbro, Cipatex, PPE Fios, Grupo Maringá, Raízen, Castelo Alimentos, Arteris e Cremer.

Sobre o Projeto Guri
Mantido pela Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo, o Projeto Guri é considerado o maior programa sociocultural brasileiro e oferece, nos períodos de contraturno escolar, cursos de iniciação musical, luteria, canto coral, tecnologia em música, instrumentos de cordas dedilhadas, cordas friccionadas, sopros, teclados e percussão, para crianças e adolescentes entre 6 e 18 anos (e jovens de até 21 anos da Fundação CASA). Mais de 49 mil alunos são atendidos por ano, em quase 400 polos de ensino, distribuídos por todo o estado de São Paulo. Os mais de 330 polos localizados no interior e litoral, incluindo os polos da Fundação CASA, são administrados pela Amigos do Guri, enquanto o controle dos polos da capital paulista e Grande São Paulo fica por conta de outra organização social. A gestão compartilhada do Projeto Guri atende a uma resolução da Secretaria que regulamenta parcerias entre o governo e pessoas jurídicas de direito privado para ações na área cultural. Desde seu início, em 1995, o Projeto já atendeu cerca de 650 mil jovens na Grande São Paulo, interior e litoral.

Sobre a Amigos do Guri
A Amigos do Guri é uma organização social de cultura que administra o Projeto Guri. Desde 2004, é responsável pela gestão do programa no litoral e no interior do estado de São Paulo, incluindo os polos da Fundação CASA. Além do Governo de São Paulo – idealizador do projeto –, a Amigos do Guri conta com o apoio de prefeituras, organizações sociais, empresas e pessoas físicas. Instituições interessadas em investir na Amigos do Guri, contribuindo para o desenvolvimento integral de crianças e adolescentes, têm incentivo fiscal da Lei Rouanet e do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD). Pessoas físicas também podem ajudar. Saiba como contribuir: www.projetoguri.org.br/faca-sua-doacao.

Prêmio Governador do Estado para a Cultura abre votação popular em nove categorias.

São 45 concorrentes em categorias como cinema, música, teatro e artes visuais; público pode votar até dia 26 de maio no site www.premiogovernador.sp.gov.br

A Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo acaba de anunciar os finalistas do Prêmio Governador do Estado para a Cultura de 2016. A lista e os perfis dos finalistas estão disponíveis no site www.premiogovernador.sp.gov.br e o público pode votar em seus grupos, artistas e instituições favoritos até o dia 26 de maio. Os vencedores serão anunciados em cerimônia oficial, no Theatro São Pedro, no dia 29 de maio às 19h30.

Criado como uma forma de valorização e incentivo à produção cultural paulista, o Prêmio Governador do Estado para a Cultura conta com nove categorias: arte para crianças, artes visuais, cinema, circo, dança, música, teatro, territórios culturais e instituições culturais, além do “Destaque Cultural do Ano”. As comissões que escolheram os finalistas buscaram valorizar artistas, coletivos e iniciativas não apenas de São Paulo, mas também da Grande São Paulo e do interior do estado.

A premiação oferece um total de R$ 580 mil aos vencedores – uma das maiores do país no segmento cultural. Para cada uma das categorias contempladas, serão anunciados dois vencedores: um escolhido pelo voto popular e outro pelo júri especializado. Ambos receberão um troféu exclusivo, confeccionado pela artista Ana Maria Tavares, sendo que os vencedores eleitos pelo júri especializado (exceto a categoria “instituições culturais”) ganharão também premiação em dinheiro, no valor individual de R$ 60 mil.

Destaque Cultural

Escolhido por uma comissão especializada, o “Destaque Cultural” do ano terá seu nome revelado antes da cerimônia de entrega do prêmio. Além de ser homenageado por sua trajetória na área cultural, o “Destaque Cultural” receberá premiação em dinheiro no valor de R$ 100 mil.

Troféu

A confecção de um troféu exclusivo, criado por um artista plástico renomado, é uma das tradições do Prêmio Governador do Estado. Nesta edição, Ana Maria Tavares foi convidada para o trabalho. A artista plástica buscou inspiração na obra Secrets of the Waters (for Mnemosyne), criada em 2008, na Holanda, e também usou como referência o ritual de lavagem da escadaria da Igreja do Senhor do Bonfim, em Salvador (BA). A obra une distintas heranças culturais e religiosas, bem como joga com palavras que se repetem como um mantra que celebra as águas e alude aos prazeres da vida. A estrutura do troféu é feita em acrílico preto e verde em forma de uma edificação. Sua base é fixada num bloco de madeira.

Ana Maria Tavares iniciou sua carreira como artista e docente em 1982. A partir de 1993, passa a integrar o corpo docente da Universidade de São Paulo e orienta gerações de artistas brasileiros. Sua produção é marcada pelo uso de vários suportes e técnicas. Seu trabalho está representado em importantes coleções, incluindo o Kröller Müller Museum (Holanda), o FRAC-Haute Normandie (França), a Fundação de Serralves e Culturgest (Portugal), Museum of Fine Arts Houston (Estados Unidos), a Pinacoteca de São Paulo, o Museu de Arte Contemporânea da USP, o Museu de Arte Moderna de São Paulo, além de importantes coleções particulares. Em 2016, a sua exposição individual “No lugar mesmo: uma antologia de Ana Maria Tavares”, na Pinacoteca de São Paulo, ganhou o prêmio APCA de melhor retrospectiva.

Histórico

Criado na década de 1950, o Prêmio Governador do Estado para a Cultura foi um dos mais prestigiados e concorridos na época de seu lançamento, tanto pelo reconhecimento que oferecia aos artistas quanto pela quantia em dinheiro que destinava aos vencedores. Inicialmente dedicada apenas ao Teatro, a premiação oferecia, em 1957, 500 mil cruzeiros, atualmente equivalentes a R$ 150 mil.

Um dos primeiros vencedores foi o ator e diretor Sérgio Cardoso (1925-1972) – que dá nome a um dos teatros mais importantes da capital paulista -, ao lado de sua esposa, Nydia Licia (1926-2015). Nas décadas seguintes, o prêmio reconheceu grandes nomes do teatro brasileiro, tais como Fernanda Montenegro, Aracy Balabanian, Eliane Giardini, Juca de Oliveira e Stênio Garcia.

Em meados dos anos 1980, a premiação foi interrompida. Retomada pela Secretaria da Cultura do Estado em 2010, passou a agregar novas categorias – cinema, música, dança, circo, entre outras.

Em 2016, o diretor teatral Antunes Filho foi homenageado como “Destaque Cultural” pelo conjunto de sua obra. Para conferir a lista completa dos vencedores, acesse o site www.premiogovernador.sp.gov.br

Finalistas – Prêmio Governador do Estado para a Cultura (perfis dos finalistas disponível em www.premiogovernador.sp.gov.br)

ARTE PARA CRIANÇAS

GRUPO ESPARRAMA

ASSOCIAÇÃO CULTURAL PAIDÉIA

PROGRAMA MANHÃS DE HISTÓRIA

REVISTA EMILIA

DIB CARNEIRO NETO

ARTES VISUAIS

ARTÉRIA

CARMELA GROSS

JOÃO CARLOS FIGUEIREDO FERRAZ

GUTO LACAZ

ANA MARIA TAVARES

CINEMA

ADEMAR OLIVEIRA (DISTRIBUIDOR)

A PAIXÃO DE JL

ELIS

MEU AMIGO HINDU

O ROUBO DA TAÇA

CIRCO

ERMINIA SILVA

CIRCO DE TEATRO TUBINHO

ROSA DOS VENTOS

RODRIGO MATHEUS

ENCONTRO DE MULHERES PALHAÇAS

DANÇA

NUCLEO DE PESQUISA MERCEARIA DE IDEIAS

CIA. DE DANÇA MAURICIO DE OLIVEIRA E SIAMESES

CIA DE DANÇAS DE DIADEMA

CORPO DE BAILE DE CARAGUATATUBA

PROJETO MOV OLA (ALEX SOARES)

MÚSICA

CONSERVATÓRIO MUSICAL DE TATUÍ

FELIPE SENNA

LINIKER E OS CARAMELOS

ALBUM “SABOTAGE”

TIÃO CARVALHO

TEATRO

ACADEMIA DE PALHAÇOS

CIA DO TIJOLO

FELIPE HIRSCH

GRUPO XIX DE TEATRO

OS SÁTYROS

TERRITÓRIOS CULTURAIS

INSTITUTO PERIFERIA ATIVA

CASARÃO DA MARIQUINHA

COLETIVO ESTOPÔ BALAIO [DE] CRIAÇÃO, MEMORIA E NARRATIVA

OS GERALDOS

MARCHA DO ORGULHO CRESPO


INSTITUIÇÕES CULTURAIS

CAPÃO CIDADÃO

CENTRO NACIONAL DE HUMOR GRAFICO DE PIRACICABA

INSTITUTO ALANA

INSTITUTO COMPANHIA PAULISTA DE FORÇA E LUZ (CPFL)

INSTITUTO TOMIE OHTAKE

 

Barueri fica com Primeiras colocações em Festival de Dança

 A magia da dança invadiu o Teatro Municipal de Barueri. Durante três dias a cidade recebeu dezenas de grupos de dança de todo o Estado de São Paulo, somando cerca de 200 apresentações nos dia 5, 6 e 7. As bailarinas de Barueri arrasaram no Festival Baby & Kids Paulista e Prêmio Estímulo da RV promoções. As bailarinas do Núcleo de Dança  ficaram com os dois primeiros lugares para os solos clássicos, infantil e juvenil com Cat Out e Fairland, com as notas 9,2 e 9,1. As meninas das Oficinas de Artes ficaram com 2° lugar com a coreografia: “Arlequinade”, Grupo Especial Juvenil e 2° lugar com a coreografia “Arlequina”, grupo Especial Adulto.

 

A emoção tomou conta de todos, inclusive da equipe barueriense, que sagrou-se campeã levando 4 troféus. No mesmo fim de semana as bailarinas do Núcleo de Dança, disputaram o Prêmio Paulista de Dança e ficaram com o segundo lugar no solo. “Participamos de quatro festivais e recebemos quatro premiações. Hoje é mais especial, alcançamos os dois primeiros lugares e em casa. Estamos muito felizes. A ideia é trabalhar ainda mais para crescermos. Estamos empenhados para chegarmos ao topo”, afirmou Ariane Anderaos, coordenadora do Núcleo de Dança. 

 

A professora de jazz das Oficinas de Artes, Magda Torquato muito emocionada comentou. “Nos preparamos muito e ensaiamos até no feriado. Foi uma grande vitória! Nossa equipe concorreu de igual para igual com as academias tradicionais e mais renomadas. Nessa gestão, a arte está sendo realmente reconhecida e o nosso trabalho valorizado. Só tenho a agradecer”. 

 

O evento foi prestigiado pela presidente do Fundo Social de Solidariedade Estrela Guia, Sônia Furlan, que adorou o Festival e inclusive fez a entrega da premiação aos vencedores e ressaltou. “Estou orgulhosa de receberemos esse tradicional festival em Barueri. Em tão pouco tempo o Jean Gaspar, secretário de Cultura e Turismo, trouxe a sensibilidade e movimentou a gestão cultural que está cada vez melhor. Quero parabenizar todos os bailarinos que participaram deste evento nos brindando com talento e a beleza do contemporâneo, clássico. Foi bem diversificado o Festival. Parabéns a toda equipe da Cultura de Barueri pela importante conquista e premiação”.

 

A equipe do Alphaville Tênis Club participou com 8 coreografias e todas foram premiadas inclusive a “Malévola”, levou o prêmio Destaque. A coordenadora de dança Claudia Leoni, afirmou. “Participamos de vários festivais inclusive o de Campos do Jordão e esta é a nossa primeira vez que disputamos em Barueri, ficamos muito felizes com a vitória. Temos 480 alunos praticando dança, teatro, sapateado, balé street dance e stiletto, em julho faremos a nossa apresentação aqui no Teatro com todos os alunos”.

 

Os diretores da RV Promoções Jacy Rhormens e Claudio Vinhas agradeceram o secretário de Cultura Jean Gaspar por ajudar a incentivar a dança e informaram que no próximo ano, com o Baby & Kids Paulista voltará novamente ao Teatro de Barueri. Segundo Jacy os primeiros, segundo e terceiro lugares terão vagas para participar do Festival Internacional de Dança.

LIVRARIA LANÇA CONCURSO E MELHORES FOTOS CONCORREM A PRÊMIOS

Você é a Cara da Cultura? O novo concurso cultural da Livraria Cultura,pioneira no e-commerce de livros no país, avalia as melhores fotos no estilo Sleeveface –  aquelas em que partes do corpo da pessoa fotografada são substituídas criativamente pela imagem da capa de um disco, filme ou livro. A diversão é garantida para todos e as melhores fotos concorrem a vales-compra de até R$ 300,00.

Nas redes sociais, a campanha incentiva a pessoas a publicação das sleevefaces com a hashtag #souacaradacultura. “Nosso objetivo é difundir o conhecimento a respeito de produtos culturais de maneira descontraída e alinhada com a linguagem dinâmica do universo digital”, explica Thiago Machado Oliveira, gerente de marketing e e-commerce da Livraria Cultura.

Para participar, basta fazer uma foto substituindo uma parte do seu corpo pela capa de um disco, filme ou livro, acessar a página da campanha www.livrariacultura.com.br/cara-da-cultura e fazer upload da foto. O período de participação termina no dia 26/06 e os vencedores serão anunciados até o dia 01/07.

Sobre a Livraria Cultura 

A Livraria Cultura é pioneira no e-commerce de livros no Brasil. Aos 70 anos, conta com 1,3 mil colaboradores e 17 unidades localizadas em São Paulo, Brasília, Recife, Rio de Janeiro, Campinas, Porto Alegre, Fortaleza, Salvador, Curitiba e Ribeirão Preto, além de uma loja Geek.Etc.Br – voltada ao universo geek e nerd – em São Paulo. Disponibiliza seis unidades do Teatro Eva Herz, que levam o nome da fundadora da empresa, auditórios e cafés, oferecendo uma programação cultural com produções teatrais, debates e shows. Em 2016, realizou 1.600 eventos gratuitos. Mensalmente, a Livraria Cultura publica a Revista da Cultura, também distribuída gratuitamente. No YouTube, o Canal da Cultura com 9 mil seguidores traz o programa semanal de entrevistas Sala de Visitas e o Cultura Indica. Possui um catálogo com cerca de 10 milhões de títulos, sendo7 milhões em livros e 2 milhões de e-books e mais de 200 mil títulos em brinquedos, filmes, músicas, games, além de obras de arte e cursos exclusivos. Para mais informações, visite www.livrariacultura.com.br.

Workshop Sagrado Teatro – O resgate da criança esquecida, acontece nesse sábado no Espaço Clariom

Workshop voltado para não atores propõe utilizar jogos teatrais como forma de autoconhecimento e reconexão com o adulto brincante.

Nesse sábado, dia 20 de maio acontece o Workshop “Sagrado Teatro – o resgate da criança esquecida”, no Espaço Clariom em São Paulo.

Realizado dentro do projeto “Sagrado Teatro” da Cia. Rabo de Asno, o workshop tem como público alvo pessoas que desejem utilizar o teatro como ferramenta de autoconhecimento, desinibição e forma de reencontra a própria leveza, ainda que necessariamente não queiram se tornar atores.
“O teatro sem dúvida é uma ferramenta de cura. Nos cura no sentido de nos libertar de travas, medos, julgamentos e nos permitir brincar, ser quem é, livre das amarras sociais que nos impomos dia a dia. Sendo atriz e estudiosa do xamanismo, unindo essas duas artes, cheguei ao projeto “Sagrado Teatro”, que vem com esse objetivo de nos reconectar, através de técnicas e jogos teatrais e canções e vivência aprendidas no xamanismo, ao nosso verdadeiro eu”, diz Rita Brafer, idealizadora do projeto e facilitadora do Workshop.
É projeto “Sagrado Teatro” faz parte do retorno da Cia. Rabo de Asno a suas atividades e é dividido em 3 módulos:”O resgate da criança esquecida”, que acontece no dia 20/05, “A criança Curada acolhendo o adulto ferido”, no dia 10/06 e o “O adulto brincador” no dia 12/08.
Nessa primeira vivência, “O resgate da criança esquecida”, o foco é o despertar da criança interior. Voltar a olhar pra si mesmo de forma mais brincalhona, rir de si mesmo, relembrar antigos jogos e brincadeiras. É um momento para relembrar que nossa criança interior vive em nós e que merecemos estar com ela!
Qualquer pessoa pode participar, não necessariamente precisa querer ser ator. Mas vai sim proporcionar uma primeira experiência no teatro para quem nunca fez e tem curiosidade.
O workshop “Sagrado Teatro – O resgate da criança esquecida” acontece no dia 20/05, das 10h às 14h. Informações e inscrições pelos email ciarabodeasno@gmail.com ou pelo telefone (11) 2309-7445. As vagas são limitadas e as inscrições estão abertas.
Serviço:
Workshop: “Sagrado Teatro – o resgate da criança esquecida”
Quando: 20 de Maio – das 10h às 14h
Local: Espaço Clariom – Rua Mariz e Barros, 343, Jardim da Glória – São Paulo/SP
Investimento: R$ 80,00
Informações e inscrições:
(11) 2309-7445 ou pelo email ciarabodeasno@gmail.com

“A Casa de Todos Os Santos” se apresenta em Carapicuíba.

Com Texto e Direção de Kako Soares o espetáculo foi eleito Melhor Espetáculo LGBT de 2016 pelo site Guia Gay SP. A peça fala sobre complexo de Édipo, Roleta Russa do HIV e ‘desejos reprimidos’ e pode ser vista em Carapicuíba nos sábados, 20 e 27 de Maio, às 21h com ingressos à R$ 15.

Você não precisa acreditar em Santos, mas certamente eles acreditam em você. Todas as suas escolhas sempre serão regidas por eles, seja para o bem ou para o mal. É com esse olhar que a premiada peça “A Casa de Todos os Santos” conta três histórias de sobre o tema ‘Escolhas’.
Na peça, Os ‘Crentes’ e ‘Desacreditados’, de diferentes religiões, lutam para defender ou escapar de suas escolhas, sem saber que o destino não se abala diante de súplicas. Seus destinos se cruzam na ‘Casa de Todos os Santos’.
É com esse enredo que a Cia Os Hypócritas pretende chamar a atenção do público. O espetáculo sobe ao palco no espaço alternativo de artes na cidade de Carapicuíba, o Galpão Garra Artes.  A peça é um drama, tem classificação etária de 18 anos e duração de 60 minutos. Os ingressos custam R$ 15.
A Casa de todos os Santos
Texto e Direção: Kako Soares | Assistente de Direção: Chris Ferreira | Cenografia e Figurino: Diana Leticia | Elenco: Felipe Cantoni, Anderson Garcia, Gleidson Felipe, Babi Rosa, Bi Monteiro, Renata Fernandes, Pedro Fagundez, Renato Roriz, Vinicius Andrade, Edgar Luna, Matheus Sales, Andressa Kemelly
20/05 e 27/05 ás 21h | Galpão Garra Artes | Travessa Virginio Pasine, 32 | Jardim São Pedro | Carapicuiba | Próximo da estação de trem da CPTM. | R$ 15