DIA de LER mobiliza mais de 93 mil pessoas em Barueri

LEITURA

O desafio de Barueri na ultima quinta-feira, 9 de abril, foi mobilizar o maior número de pessoas para a primeira maratona pela leitura.

ginásio (16)

O DIA de LER. TODO DIA!, nome da ação, contou com a participação de escolas, empresas, ONGs, instituições, estabelecimentos comerciais, secretarias, Polícia Rodoviária, Corpo de Bombeiros e anônimos que foram surpreendidos enquanto caminhavam pelas ruas.

O DIAdeLER. TODO DIA!, marcado para ocorrer da 0 hora às 21h do dia 9, começou com o lançamento de barcaças e lanternas no lago do Parque Municipal de Barueri, uma homenagem aos grandes escritores brasileiros, tais como Aluísio de Azevedo, Carlos Drummond de Andrade, José de Alencar, Machado de Assis, entre outros, e uma barcaça maior com a palavra “Leia”.

Enquanto uma equipe da Secretaria de Cultura e Turismo acompanhava o lançamento das barcaças, outra já montava o QG do DIA de LER. TODO DIA! que funcionou no Ginásio Poliesportivo José Corrêa. As ações de incentivo à leitura tiveram início nas primeiras horas do dia.

O Ganha Tempo reuniu funcionários e usuários do equipamento para a leitura ininterrupta no auditório e leitura de frases sorteadas na hora, das 7h às 19h. A Secretaria do Meio Ambiente fez um Varal de Livros e o Café com Leitura com início às 8h30.

Essa onda de incentivo à leitura tomou conta das secretarias municipais: a SDPD levou um grupo de adolescentes para participar da Hora do Conto; os servidores da Secretaria de Administração também pararam alguns minutos para ler trechos de livros; na Secretaria de Comunicação, houve a leitura conjunta; e na Secretaria da Mulher, esquetes teatrais, uma árvore de poemas e a leitura durante as aulas.

A Secretaria de Promoção Social realizou ações de leitura em sua unidade e a primeira-dama, Silvia Arantes, leu poemas no Núcleo do Combate ao Câncer de Mama, realizou leitura para a turma da melhor idade nas instalações do Parque da Maturidade de Barueri e também para crianças da Casa da Criança.

A Secretaria de Segurança aproveitou o DIAdeLER. TODO DIA! para orientar os cidadãos sobre quatro leis: anti-cerol, poluição sonora, lei seca e dicas de segurança. A equipe do Serviço Comunitário da Guarda Municipal fez a orientação no Bulevar Central e no Terminal Rodoferroviário do Centro.

A Secretaria de Educação mobilizou as escolas e cada unidade fez a sua programação com momentos de leitura, envolvendo pais e responsáveis, professores e funcionários. Houve quem ousasse um pouco mais: em algumas unidades havia personagens de contos infantis. Outras unidades receberam personalidades como o ator Rui Ricardo (que fez Lula no cinema), que esteve na Emef Elizabeth Parminondi, o secretário de Comunicação Social, Waine Billafon, que esteve na Escola Decio Trujillo e o vereador Cesar Calegare na Emef Gilberto Florêncio.

Na Secretaria de Esportes, a mobilização pela leitura chegou às escolinhas. A secretaria levou ao pé da letra “mens sana in corpore sano” (mente sã em corpo são) e fez os atletas darem uma pausa para exercitar o “cérebro” com a leitura. Eles leram nas aulas de handebol, de vôlei, de basquete, de natação, de futebol e as demais aulas.

A Secretaria de Assuntos de Segurança aproveitou o DIAdeLER. TODO DIA! para orientar os cidadãos sobre quatro leis: anti-cerol, poluição sonora, lei seca e dicas de segurança. A equipe do Serviço Comunitário da Guarda Municipal fez a orientação no Bulevar Central e no Terminal Rodoferroviário do Centro.

Participação especial das 11 bibliotecas públicas municipais, que atraíram usuários e estudantes para ações de leitura com Hora do Conto, Gincana Literária, Saraus, pedágios externos, distribuição de folhetos com informações sobre o DIAdeLER. TODO DIA! e muito mais.

Ao final do evento, vitória de todos, já que o envolvimento ultrapassou a meta inicial de 40 mil pessoas. Foram computados, a partir de e-mails, whatsApp, youtube e Facebook, a participação de 93.120 pessoas na primeira edição do DIAdeLER. TODO DIA!

LEITURA

 Lobato, Bomfim e Odila foram homenageados

 O DIAdeLER. TODO DIA! prestou homenagens a três escritores: Monteiro Lobato, contista, ensaísta e tradutor, autor de uma extensa produção na área de literatura infantil e obras como Urupês, A Barca de Gleyre, o Escândalo do Petróleo; Paulo Lébeis Bomfim, membro da Academia Paulista de Letras, conhecido como “O Príncipe dos Poetas Brasileiros”, e Odila Placência, escritora e poetisa de Barueri.

Além da exposição das biografias dos homenageados, no QG havia três Poemômetros (aparelhos que medem a emoção de quem ouve um poema) trazendo textos dos homenageados. Ou seja, as pessoas puderam ouvir trechos de suas obras e conhecer um pouco mais sobre eles.

O primeiro livro de Paulo Bomfim, “Antônio Triste”, que tem ilustrações de Tarsila do Amaral, também foi exposto ao público. Como a edição, lançada em 1946, está esgotada, o livro permaneceu dentro de uma redoma de vidro. Alunos das Oficinas Culturais fizeram releituras das obras de Monet, Picasso, Renoir, Gauguin e Toulouse que foram expostas com informações das obras de artes.

Na foto temática, o momento era simular uma leitura em frente à reprodução de páginas de Dom Casmurro, tirar uma foto e levar como recordação do DIA de LER. TODO DIA!.

Quem ainda não sabe ler e até quem já sabe deu uma parada na Hora do Conto, comandada pelo Elenco de Leitura da Secretaria de Cultura. No Café Literário, participação especial do Elenco de Leitura do SESC-Osasco.

O visitante do QG foi estimulado desde a entrada do espaço a envolver-se na leitura. Na porta havia um sino para ser tocado por quem gosta de ler. Foram poucos os momentos em que o sino silenciou. Passando da recepção, o visitante entrava no mundo da leitura, podendo, inclusive levar livros, gibis e revistas que foram doados.

Um dos pontos de doação de livros ficou sob responsabilidade de um grupo de evangélicos que entregou livros religiosos e de orientação para uma vida saudável.

Dom Quixote foi lido em 11 horas

 LENDO BANCO DA PRAÇA

O QG do DIA de LER. TODO DIA!, teve dois pontos de leitura ininterrupta. Em um deles houve a leitura completa dos evangelhos da Bíblia, realizada por pessoas ligadas às igrejas. No outro ocorreu a leitura de Dom Quixote (tradução de Ferreira Gullar). As obras foram lidas em 11 horas com o envolvimento de centenas de pessoas.

Ainda no QG, o texto musicado trouxe Nuno Mindelis, um dos maiores guitarristas do mundo que musicalizou a leitura de um trecho de Dom Quixote; a banda da Guarda Municipal de Barueri que musicalizou o jingle “Aqui tem gente que lê”, entre outros músicos como Jorginho Albuquerque, Margareth Mingattos…

Presidenta da República apóia iniciativa de Barueri

A presidenta da Repblica, Dilma Rousseff, não pode comparecer ao DIAdeLER. TODO DIA!, mas encaminhou ofício à Secretaria de Cultura e Turismo informando que gravará um vídeo fazendo a leitura de um conto, poesia ou texto. O material, quando chegar, integrará o audiobook que será produzido pela secretaria.

O audiobook reunirá as leituras feitas por autoridades, entre elas o presidente do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, José Renato Nalini, que gravou a leitura de um poema de Paulo Bomfim.

O major brigadeiro do ar, Marcelo Kanitz Damasceno, também mandou um vídeo no qual faz a leitura de um conto infantil. O mesmo fez Celso Darque Brasil, assessor da Polícia Federal de São Paulo. Em seu vídeo há até ilustrações para a história que conta.

Entre os que fizeram gravação para o audiobook também estão o secretário municipal do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Mário Lopes, e os vereadores Jânio e Tarzan.

Autoridades também aproveitaram o QG do DIAdeLER. TODO DIA! para dar a sua contribuição. O presidente da Câmara Brasileira do Livro, Luís Antonio Torelli, fez a leitura de um poema e elogiou a organização do evento. “Este evento está dentro do escopo da Câmara Brasileira, que vê no livro uma necessidade de transformar esse Brasil em país de leitores”.

A escritora Heloisa Pietro, autora de mais de 60 títulos, entusiasmou-se com a diversidade de leitura e os projetos relacionados às mães gestantes e seus bebês – COALA. “Nunca vi um evento com tanta diversidade na maneira de lidar com o livro. Observei o recanto da leitura para as mães e os bebês e me encantei com essa oportunidade de cada um ler um trecho de um livro”, disse.

Odila Placência, uma das homenageadas, disse estar emocionada. “Receber uma homenagem junto com os ilustres Paulo Bomfim e Monteiro Lobato é uma grande honra”.

Leitura embaixo d água e nas alturas

O 18º Grupamento de Bombeiros teve duas participações diferenciadas no DIA de LER. TODO DIA!. Às 8 horas da manhã, o cabo Paulo Abranches leu um livro embaixo d´água. O palco para a ação foi a piscina do quartel, utilizada para treinamento da tropa. Abranches leu um trecho bíblico e foi filmado pelo companheiro de farda, sargento Thiago Vicençoto.

A leitura embaixo d´água foi acompanhada pelo major Márcio André Nunes e outros integrantes do grupamento. A ação também foi registrada pela Rede Globo, que trouxe matéria sobre a mobilização em Barueri na 1ª edição do SPTV.

Depois da leitura na piscina, os bombeiros leram nas alturas. O cabo Cícero Cruz subiu os 60 metros da escada magirus para ler um trecho de Monteiro Lobato.

É importante ressaltar que o livro à prova d´água foi emprestado pela Sociedade Bíblica de Barueri, que também participou das ações, inclusive com um espaço no QG para leitura em Braille e exposição de livros religiosos.

NA CASTELO, A BLITZ DA LEITURA

Invés de autuações, os motoristas que passaram pelo km 20 da Rodovia Castello Branco foram parados pelas equipes da Polícia Rodoviária, sob o comando do tenente Sadala, para serem informados sobre o DIAdeLER. TODO DIA! e receber livros. Os policiais orientaram os motoristas, lembrando que a leitura facilita com que conheçam as leis de trânsito e seus direitos.

A Polícia Rodoviária, além da blitz, ganhou uma mini-biblioteca, numa parceria com a Secretaria de Cultura e Turismo, para a base que fica na rodovia no trecho de Barueri. A biblioteca será disponibilizada aos usuários da rodovia.

PERSONAGENS DE MONTEIRO

Os personagens de Monteiro Lobato – tia Anastácia, Visconde de Sabugosa, Emília e Pedrinho – também agitaram vários locais da cidade. O grupo esteve no Ganha Tempo, em escolas municipais, nos terminais de ônibus e no Bulevar Central.

Empolgados com a iniciativa, o grupo incentivou a leitura de usuários do transporte público e de transeuntes e conseguiu inúmeros adeptos.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s