MOSTRA NACIONAL DE CURTAS METRAGENS

Começa nesta quinta-feira (09 de agosto) no Teatro Ceart (Paulínia Shopping), no Polo Cinematográfico de Paulínia a Primeira “Mostra Nacional de Curtas Metragens”. As exibições acontecerão sempre às quintas-feiras, às 19h30 min., e a entrada é franca.

A Mostra Nacional de Curtas Metragens 2012 – de 09 de agosto a 06 de setembro- consiste na exibição de curtas produzidos em diferentes regiões do país. Ao todo serão exibidos 23 curtas ( sendo 19 curtas de Ficção e 04 Documentários) de importantes realizadores, representando 09 estados do país. Todos os curtas (com exceção de Hiato de Régis Bittencourt, que é inédito) participaram em Festivais Nacionais e Internacionais e em sua grande maioria obtiveram importantes premiações.

A Mostra Nacional de Curtas Metragens é uma realização do Ceart com o apoio do Departamento de Teatro da Secretaria Municipal de Cultura de Paulínia e conta com a Curadoria de Shirlei Sabbag, Coordenação Técnica de Thiago Silva e Rudah, Presidência de Daniela Fischer.

A Mostra vai ser aberta nesta nesta quinta-feira com o documentário “Ovos de Dinossauro na Sala de Estar”, de Rafael Urban (PR); e os curtas de ficção “Comer e Ir Embora” de Johnnas Oliva (SP); “Julie, Agosto, Setembro”, de Jarleo Barbosa (GO); “180º”, de Marcelo Galvão (SP) e “Aurora”, de Roney Freitas (SP).

CONFIRA A GRADE COMPLETA

09/08

Ovos de Dinossauro na Sala de Estar, de Rafael Urban (PR);

Comer e Ir Embora de Johnnas Oliva (SP);

Julie, Agosto, Setembro, de Jarleo Barbosa (GO);

180º, de Marcelo Galvão (SP)

Aurora, de Roney Freitas (SP).

16/08

Mato Alto, Pedra por Pedra, de Arthur Leite (CE)

Doce de Coco, de Allan Deberton (CE)

Faltam Duas Quadras, de Jarleo Barbosa (GO)

O Cão, de Abel Rolland e Emiliano Cunha (RS)

Nico, de Felipe Matzembacher (RS)

23/08

Morte e Morte de Johnny Zombie, de Gabriel Carneiro (SP)

OUIJA, de Marcelo Galvão (SP)

O Membro Decaído, de Lucas Sá (MA)

O Ramo, de Marco Dutra e Juliana Rojas (SP)

30/08

Olhos de Ressaca, de Petra Costa (RJ)

Hiato, de Rodrigo Bittencourt (RJ)

O Ciclo, de Marcelo Galvão (SP)

Terminal, de Daniel Gravelli (MG)

Depois da Pele, de Márcio Rollon e Samuel Telles

06/09

A Mulher no Alto do Morro, de Cássio Pereira (MG)

Caminhos Estreitos, de Daniel Gravelli (MG)

Fronteira, de Chico Faganello (SC)

BMW Vermelha, de Reinaldo Pinheiro (SP)

Advertisements

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s